sexta-feira, 17 janeiro 2020
Fale Conosco | (24)3343-5229

Nacional

Delator da ‘Vaza Jato’ diz que Glenn Greenwald não pagou por mensagens

Daniela D’Avila também se recusou a pagar por material

05/12/2019 12:14:45

A delação premiada de Luiz Henrique Molição, que integrava o grupo que invadiu os celulares de várias autoridades, entre elas, Jair Bolsonaro, Sergio Moro, Deltan Dallagnol e mais mil pessoas, inocentou o jornalista norte-americano Glenn Greenwald. De acordo com ele, que teve a delação homologada pela Justiça, Greenwald não apenas não pagou como também não encomendou o material. As informações foram publicadas pelo jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo, nesta quinta-feira.

Segundo o jornalista, Molição admitiu que houve uma tentativa de venda do material a Manuela DÁvila, que foi candidata a vice-presidente de Fernando Haddad, nas eleições presidenciais do ano passado. Entretanto, segundo ele, a ex-deputada também se recusou a pagar, mas disse que poderia indicar um jornalista que publicaria as trocas de mensagens hackeadas.

Molição é suspeito de integrar um grupo de hackers que invadiu contas de autoridades públicas e procuradores da Lava Jato pelo Telegram. Com o acordo de delação, ele foi autorizado a deixar a prisão. (Foto: Reprodução)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

15:15 Polícia