quinta-feira, 17 junho 2021
Fale Conosco | (24)3343-5229

Nacional

Agrava-se estado de saúde do prefeito de SP

Segundo hospital, quadro de Bruno Covas é irreversível

14/05/2021 20:47:47

O estado de saúde do prefeito licenciado da cidade de São Paulo, Mário Covas (PSDB), de 41 anos, agravou-se nesta sexta-feira. Segundo boletim médico do Hospital Sírio-Libanês, onde ele se encontra internado, o quadro é irreversível. Covas luta contra um câncer no sistema digestivo com metástase nos ossos e no fígado.

"O Prefeito Bruno Covas segue internado no Hospital Sírio-Libanês recebendo medicamentos analgésicos e sedativos. O quadro clínico é considerado irreversível pela equipe médica. Neste momento, encontra-se no quarto acompanhado de seus familiares", diz boletim divulgado na noite desta sexta-feira.

Desde que se licenciou do cargo de prefeito, Covas recebeu no hospital visitas de familiares e políticos, como o prefeito em exercício, Ricardo Nunes (MDB), o governador João Doria (PSDB) e o presidente da Câmara Municipal de São Paulo, Milton Leite (DEM). No último domingo, Dia das Mães, ele fez uma homenagem à sua mãe e à mãe de seu filho Tomás, que tem 15 anos. Ele também postou uma foto dele mesmo sorrindo e escreveu: "Continuo a lutar aqui no hospital. Sem baixar a cabeça e sem perder minha motivação. Muita força, foco e fé. Espero logo estar junto de vocês para agradecer por todo carinho".

Com o afastamento de Covas do cargo, o vice-prefeito, Ricardo Nunes (MDB), assumiu a prefeitura de São Paulo no último dia 4, por 30 dias.

O prefeito licenciado foi internado pela primeira vez em outubro de 2019, quando chegou ao hospital com erisipela (infecção), que evoluiu para trombose venosa profunda (coágulos) na perna direita. Os coágulos subiram para o pulmão, causando o que é chamado de embolia.

Durante os exames para localizar os coágulos, médicos detectaram o câncer na cárdia, região entre o esôfago e o estômago, com metástase no fígado e nos linfonodos.

Covas passou por oito sessões de quimioterapia, que fizeram com que o tumor regredisse. Mas, segundo a equipe médica, não foram suficientes para vencer o câncer. Após novos exames, o prefeito iniciou o tratamento com imunoterapia.

Em janeiro deste ano, após ser reeleito, Covas anunciou uma nova fase de procedimentos no combate à doença. Ele tirou licença de 10 dias, quando passou a ser submetido a sessões de radioterapia. Na época, estavam previstas 24 sessões de radioterapia complementares para o tratamento. Em abril, exames apontaram novos pontos de câncer nos ossos e no fígado. Com informações do G1. (Foto: Instagram)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

18:19 Saúde