sexta-feira, 28 janeiro 2022
Fale Conosco | (24)3343-5229

Nacional

Aparecida celebra Dia da Padroeira com protocolos de prevenção

'Para ser pátria amada, não pode ser pátria armada', afirma arcebispo

12/10/2021 11:19:59

Milhares de fiéis estão nesta terça-feira em Aparecida (SP) para celebrar o Dia da Padroeira do Brasil. No ano passado, a celebração no santuário ficou restrita  a funcionários e pessoas responsáveis pela realização das missas.

Este ano, ainda por conta dos protocolos de prevenção à Covid-19, a ocupação no interior da basílica está limitada a 2,5 mil pessoas por missa – a capacidade é de até 35 mil.

Antes da pandemia, o santuário costumava receber em média 170 mil fiéis somente no dia 12 de outubro. Em 2020 foram 30 mil fieis nos espaços em que era permitida a presença do público.

Este ano, ao todo serão celebradas 12 missas, a última prevista para as 19 horas. Após a celebração haverá um show pirotécnico.

Zenilda Aparecida saiu de Monte Belo (MG) para atravessar de joelhos a passarela que liga as basílicas de Aparecida e agradecer. "Eu passo aqui para agradecer por nossa senhora. Todos os anos eu venho, parei ano passado por causa da pandemia, mas já faz mais de vinte anos que faço isso e esse ano voltei. Meu filho é motorista de ônibus e venceu cinco acidentes e está bem, com saúde. Essa é a minha maior graça este ano", disse Zenilda.

Com a presença dos ministros João Roma, da Cidania, e Marcos Pontes, da Ciência e Tecnologia, o arcebispo de Aparecida, Dom Orlando Brandes, em seu sermão afirmou que o Brasil, "para ser pátria amada, não pode ser pátria armada".

- Para ser pátria amada seja uma pátria sem ódio. Para ser pátria amada, uma república sem mentira e sem fake news. Pátria amada sem corrupção. E pátria amada com fraternidade. Todos os irmãos construindo a grande família brasileira - disse o religioso.

"Pátria amada" é o slogan do governo de Jair Bolsonaro. Brandes não o citou, mas o presidente é favorável ao armamento da população e é investigado em inquérito sobre disseminação de informações falsas que tramita no Supremo Tribunal Federal (STF).

"Mãe Aparecida, muito obrigado porque na pandemia a senhora foi consoladora, conselheira, mestra, companheira e guia do povo brasileiro que hoje te agradece de coração porque vacina sim, ciência sim e Nossa Senhora Aparecida junto salvando o povo brasileiro", acrescentou Dom Brandes. (Foto: Divulgação)

Comentários via Facebook

(O Foco Regional não se responsabiliza pelos comentários postados via Facebook)

+ Lidas

Em foco

Notícias primeiro na sua mão

Primeiro cadastre seu celular ou email para receber as ultimas notícias.

Curta nossa fan page, receba todas as atualizações - Foco Regional

Tempo Real

20:17 Polícia